fomento

BRDE projeta crescimento de 25% nas contratações

Caso o aumento se concretize, o Estado alcançará a marca de R$ 1 bilhão em investimentos fomentados pelo Banco, contra R$ 797 milhões do ano passado

Foto: Felipe Götz/Jornal O Celeiro
Agronegócio representa um dos maiores volumes de financiamentos

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) projeta um crescimento nas contratações de financiamentos de 25% para 2019. Caso o aumento se concretize, o Estado alcançará a marca de R$ 1 bilhão em investimentos fomentados pelo Banco, contra R$ 797 milhões do ano passado.

O otimismo é resultado do aumento de consultas. "A gente acredita que quando essas reformas passarem a coisa vai deslanchar. Mas já tem uma demanda visível", disse o presidente do BRDE, Marcelo Haendchen Dutra.

Além disso, o perfil de investimento está mudando, com mais espaço para aumento da capacidade produtiva. Em períodos de retração, os empresários optaram por investimento na redução de custo das empresas. 

"Houve um aumento das contratações de fato, mas um pouco aquém do que se esperava. É importante registrar que, mesmo com a insegurança, houve um aumento, e isso é um bom sinal", disse. 

Segundo ele, dois setores se destacaram até aqui: o agronegócio e o setor elétrico, principalmente ligado a energias renováveis. Os dois com indícios de forte avanço. 

Dutra diz que existe o esforço constante de buscar novos fundos para diversificar as opções de crédito. O Banco trabalha majoritariamente com o BNDES, mas já faz acenos a recursos do exterior. A procura é necessária uma vez que o problema fiscal dos estados impede a capitalização pelo poder público. 

Além disso, há a necessidade de aumentar a oferta de recursos aos municípios. Apesar do grande volume na carteira de crédito (R$ 13,5 bilhões) apenas 2,22% (R$ 300 milhões) vai para o setor público. 

mais sobre:

Economia BRDE




logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br