comércio

74,3% vão pesquisar preço antes de comprar o presente de Dia das Crianças

Valor do produto é a principal preocupação do catarinense na hora da compra. Intenção de gasto caiu 4,7%

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Em Santa Catarina, 74,3% dos consumidores vão pesquisar o melhor preço antes de fechar a compra do presente para o Dia das Crianças. Em busca de economia, a média de gasto caiu de R$ 189,28 para R$ 180,29 do ano passado para cá. A redução é de 4,7%.

Entre as principais cidades, Chapecó tem o maior gasto médio (R$ 210,90). Em seguida, estão Joinville (R$ 189,87) e Criciúma (R$ 189,72). Lages (R$ 136,70) e Itajaí (R$ 167,43) puxaram a média estadual para baixo. Os dados são da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina (Fecomércio/SC).

Entre os consumidores, a principal preocupação é com o preço. Segundo o estudo, o fator é determinante para 40%. Na sequência, estão as promoções, opção citada por 23% deles, e o atendimento, citado por 17%. A maioria vai realizar a compra sem a presença dos filhos, sobrinhos, enteados etc. 

"A pesquisa de preço é um comportamento unânime do consumidor catarinense neste ano. Preço, promoção e atendimento fazem a diferença", disse o presidente da entidade, Bruno Breithaupt. 

Entre as formas de pagamento, a opção à vista em dinheiro é a mais lembrada, com 64,1% de preferência. Mas também há aqueles que optam por cartões de crédito (14,8%) e cartões de débito (8,6%). 

A pesquisa apontou ainda a atual situação financeira das famílias. Para 39,9% delas, o cenário está melhor este ano em relação ao ano passado. Para 38,5%, a situação permaneceu igual, e 21% declararam estar pior. 






logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br