Poupança

13º salário pode ser usado para reforçar benefício de aposentadoria

Diretor da Celos acredita que medida é interessante para garantir um futuro confortável

Foto: Divulgação
Gratificação representa reforço no orçamento familiar no fim do ano

O 13º salário é um benefício previsto em lei para todos os trabalhadores com carteira assinada e também aos aposentados e pensionistas. O valor é calculado pela divisão do salário integral por 12 e multiplicação pelos meses trabalhados durante o ano.

De acordo com uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), no último ano a estimativa era de que 27% dos brasileiros utilizassem a gratificação para poupar. O diretor de Seguridade da Fundação Celesc de Seguridade Social (Celos), Paulo César da Silveira, acredita que reforçar os benefícios de aposentadoria complementar por meio de contribuições voluntárias é uma estratégia interessante para o uso da gratificação.

"O planejamento financeiro é fundamental tanto para garantir os recursos para desfrutar do momento presente quanto para garantir um futuro mais seguro e confortável. Investir este salário em aportes para a previdência é uma estratégia inteligente", afirmou.

A Celos é responsável pela previdência privada de mais de 8,5 mil famílias e aconselha que o valor recebido no final do ano seja utilizado como reforço em contribuições voluntárias. "Nesses casos o participante ativo, autopatrocinado ou remido da Celos pode entrar em contato com a Fundação e sinalizar qual valor gostaria de direcionar para a aposentadoria. Isso pode ser feito esporadicamente e irá refletir em um benefício maior", explica.

O pagamento do 13º salário é realizado em duas parcelas, sendo a primeira delas até o dia 30 de novembro e a segunda com prazo máximo em 20 de dezembro.





logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br