FATOS E INTERPRETAÇÕES
Coluna assinada pelo corpo docente da Unisul

Gestão de Segurança da Informação, por que implantar?, por Luiz Lento

21 Maio 2018 17:41:00

A dinâmica cada vez maior nos processos de negócios de uma organização, isto é, agilidade na composição e realização de negócios, além da maior necessidade de entregar produtos com qualidade e rapidez a clientes cada vez mais exigentes, fez a tecnologia da informação uma das suas maiores parceiras.

Em contrapartida, a capacidade de acessar, manipular e armazenar as informações de uma organização de forma rápida e flexível criaram-se preocupações quanto a segurança dessas informações. A cada momento novos problemas quanto à segurança da informação aparecem. O número de incidentes de segurança vem crescendo consideravelmente ao longo dos anos. Porém, apesar do cenário se apresentar como crítico, ainda se observa, na prática, o descaso com a segurança da informação, as vezes um enigma para muitos.

A aplicação da segurança da informação no dia a dia de uma organização passou a ser critério estratégico de sucesso para os seus negócios. A busca pela eficácia de se manter os riscos a um nível aceitável, faz da segurança da informação uma luta árdua e injusta. Esta afirmação deve ser levada em consideração porque além de pensar que a informação é o legado de uma organização, a entrega de produtos a clientes com qualidade e dentro de prazos, bem como a manutenção da imagem da organização são fatores que norteiam quais processos de negócios devem ser vistos como críticos para o bom funcionamento da organização.

Sendo assim, a necessidade de gerir a segurança da informação se tornou fator fundamental em toda e qualquer organização. Executar o processo de gestão de segurança da informação, com qualidade, é um grande desafio. Se manter alinhado ao negócio, garantir que as metas sejam alcançadas, garantir o retorno de valores e gerenciar os riscos a um nível considerado aceitável não é uma tarefa muito fácil. Para isso, a gestão de segurança da informação tem que planejar, executar, monitorar e realizar a manutenção das melhorarias, de forma contínua, da segurança da informação

Esse desafio é constante para as organizações, principalmente para os seus gestores, pois existe a necessidade de:

1- Otimizar as aplicações e processos da empresa para reduzir custos;

2- 2- Viabilizar novos produtos e novos negócios, aumentando a receita da empresa;

3- 3- Dar lucro para a empresa e seus acionistas;

4- 4- Evitar multas e penas por não cumprir causas contratuais, legais e regulamentares.

Ela necessita de um planejamento adequado, e executado em conformidade com as necessidades do negócio da organização.

A Gestão de Segurança da Informação aumenta a disponibilidade dos serviços de TI que dão suporte aos processos do negócio, reduzindo as interrupções e prejuízos, melhorando a capacidade produtiva, aumentando os lucros, melhorando a imagem da empresa e proporcionando novos negócios. Ela reduz a quantidade de fraudes e sabotagens, proporcionando uma redução de vazamento de informações e, por conseguinte, reduzindo os prejuízos.

Luiz Otavio Botelho Lento, coordenador do curso Forense Aplicada a Crimes Virtuais na UnisulVirtual






logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 901 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br