ARTIGOS

artigo

Um olhar otimista para o turismo, por Osmar José Vailatti

A pesquisa de sondagem empresarial realizada pelo Ministério do Turismo, realizada em julho deste ano com empresas do setor de hospedagem no Brasil, referente à percepção dos empresários quanto ao desempenho e à perspectiva de seus estabelecimentos e de seus destinos mostrou número que nos fazem refletir.  

No fechamento do 1º semestre houve queda de 29,4% no número de empregados, mas mesmo assim, ainda somos a indústria líder na geração de novos postos de trabalho no mundo. Se olharmos para Santa Catarina, em números gerais, somos o Estado que mais contratou em 2019, no ranking nacional, conforme divulgado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDS).

A pesquisa do Ministério do Turismo também mostrou que o somatório entre os empresários que se mantiveram estável ou aumentaram o volume da demanda de serviços ofertados alcançou 67%. Número bem superior aos 33% que informaram queda. 

Talvez o número que mais impacte seja o do faturamento, onde 39,6% das empresas indicaram queda. No entanto, se compararmos ao número de empresas que informaram aumentar o seu faturamento (29,3%), ainda assim mostramos que o primeiro semestre não foi tão ruim para o mercado hoteleiro em geral.

O que nos motiva são as projeções para os próximos 6 meses. 79% dos empresários pretende se manter ou aumentar o número de empregados. A oferta de serviços que já vinha com bom desempenho cresce ainda mais, já que 39,8% das empresas estima aumento da demanda de serviços ofertados e 39,2% pretende se manter estável.

Se no primeiro semestre o que preocupou foram os 39,6% das empresas que indicaram queda no faturamento, para o segundo semestre 42,8% dos empresários indicaram perspectivas de aumento na receita.

O ano de 2018 não foi dos melhores, mas também não foi o pior. O poder aquisitivo caiu, a taxa de desemprego alcançou percentuais enormes e foi preciso fazer malabarismo para manter a rentabilidade dos empreendimentos. Mas como bons brasileiros, sempre temos uma visão otimista e, certamente, 2019 será um ano melhor que o anterior, assim como temos a expectativa de ter um 2020 com uma taxa de ocupação em crescimento.

O pensamento positivo e a expectativa de todo empresário são de um amanhã sempre melhor. Isso percebemos no Encatho & Exprotel. O empresário visitou o evento para conhecer novas tecnologias e investir em produtos/serviços tanto para modernizar, quanto para proporcionar mais qualidade e eficiência. O hoteleiro está consciente que para ter sucesso é preciso melhorar sua infraestrutura, sua presença no meio digital e a experiência vivida pelo hóspede. Rumo à dias melhores no turismo e hotelaria!

Osmar José Vailatti, diretor-presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis






logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br