ARTIGOS

Artigo

Empreendedorismo só faz bem, por Alcides Andrade

Duas características dos pequenos negócios são de extrema importância para o mundo do trabalho e para o país. Uma delas é a proximidade que existe entre os trabalhadores e os empreendedores. É muito comum vermos parcerias de anos e décadas, em que empregado e empregador dividem o mesmo ambiente, as mesmas angústias, mas também seus sonhos. Sem os trabalhadores, os pequenos negócios não poderiam crescer e se desenvolver. Por isso, é fundamental que os empresários valorizem seus empregados, mantenham com eles uma relação transparente e saudável, deixando claro os limites e as oportunidades. 

Mas sem os empreendedores, também não teríamos os empregos que contribuem para uma melhor qualidade de vida a milhões de famílias brasileiras. Então, sem duvida, a grande contribuição que as micro e pequenas empresas dão à sociedade é a geração de novos postos de trabalho. Enquanto as grandes empresas demitem em virtude da adoção de novas tecnologias, os pequenos negócios contratam.   

Recente pesquisa mostra que as micro e pequenas empresas foram responsáveis por 75% das novas vagas de trabalho registradas no mês de setembro. Não havia um resultado melhor para este mês desde 2013. Os negócios de pequeno porte geraram 119 mil dos mais de 157 mil postos de trabalhos com carteira assinada registrados no mês, segundo levantamento do Sebrae. 

O número superou em 20% o saldo de agosto e em 23% o do mesmo mês de 2018. Realizado com base no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia, a apuração apontou que, no acumulado do ano, os pequenos negócios geraram mais de 670 mil vagas com carteira assinada, resultado 10% acima do igual período do ano passado, conforme informou a agência EBC. As médias e grandes empresas geraram 37,7 mil empregos, enquanto a administração pública contribuiu com 492 postos de trabalho em setembro. Ao todo, 157.213 vagas foram geradas no país no mês passado. 

Com todos estes números, que não chegam a ser surpresa, e diante dos 12,6 milhões de desempregados, resta questionar os governantes: ainda há alguma dúvida de que o segmento precisa todo o apoio, especialmente o não aumento dos tributos na reforma tributária para gerar ainda mais empregos? Então, mãos à obra!


Alcides Andrade, presidente da Federação das Associações de Micro e Pequenas Empresas e dos Empreendedores Individuais de Santa Catarina (Fampesc)





logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br