ARTIGOS

Artigo

Badesc: aos 45 anos, novos desafios, por Eduardo Machado

A Agência de Fomento de SC (Badesc) completa 45 anos em meio a um dos períodos mais desafiadores da sua história: manter a eficiência nos serviços com estrutura 100% home office e expectativa de crescimento exponencial na demanda de crédito devido a pandemia. Fato confirmado, que nos permite registrar recorde - maior da série histórica desde 2004 - no volume de contratações do setor privado, de janeiro a agosto de 2020, em R$ 123,7 milhões, e no número de operações, chegando próximo dos 500 contratos. Quando analisadas historicamente as contratações de todos os segmentos - setor público, privado e microcrédito -, o volume financeiro chega a R$ 175,8 milhões em 2020 (jan-ago), ficando atrás somente do ano de 2012, onde existiram programas de crédito com juro zero.

Somente nos últimos cinco anos injetamos na economia catarinense mais de R$ 1,3 bilhão. Em 2019, reeditamos as regras do programa Badesc Cidades, referência nacional de crédito para os municípios, com o intuito de garantir condições para que todos, independente do porte, tenham condições de adquirir financiamento.

Outro grande orgulho para SC, e mais um exemplo nacional, é o Programa de Microcrédito, instituído há 20 anos pelo Badesc. A instituição é a aliada estratégica dos microempreendedores e a principal fonte de funding para as organizações de microcrédito do Estado, responsáveis por repassar os recursos do Badesc e financiar os pequenos negócios.

Nessas mais de quatro décadas, fomos muito além da tradicional fonte para financiamento da formação bruta de capital fixo e atendemos empreendedores atingidos por catástrofes climáticas como enchentes, vendavais, tornados e agora a pandemia provocada pela Covid-19. Em parceria com o Governo do Estado, ofertamos imediatamente os R$ 50 milhões em recursos próprios disponíveis para 2020 no atendimento aos micro e pequenos empresários. Além disso, viabilizamos mais R$ 37 milhões para o setor do Turismo, recursos do Ministério do Turismo, uma das áreas mais afetadas economicamente pela pandemia.

O período é difícil, mas também temos motivo para celebrar, pela primeira vez em nossa história vamos poder operar recursos internacionais, fruto de um grande trabalho iniciado em 2019. Ainda neste ano, estudamos realizar operações com recursos da Agência Francesa de Desenvolvimento - AFD.

Já estávamos em momento de mudança do modelo de negócio e com projetos de modernização. Mas a pandemia nos fez replanejar e definir novas prioridades. Temos muito que evoluir, quebrar paradigmas, promover uma necessária transformação digital, garantir mais eficiência e agilidade ao empreendedor de Santa Catarina. Estamos há cinco meses em home office, se este novo modelo de trabalho irá perdurar nas instituições públicas ainda é uma incógnita, mas pode ser parte de um planejamento estruturado gerando mais produtividade, eficiência e economia às instituições.


Por Eduardo Machado, diretor-presidente da Agência de Fomento de SC (Badesc)



logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br