ARTIGOS

A profissionalização das cooperativas catarinenses, por Luiz Vicente Suzin

07 Fevereiro 2018 15:04:00

O Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Sescoop) - vinculado à Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (Ocesc) - foi constituído em 1999 e consolidou-se como o grande propulsor para a profissionalização do sistema cooperativo catarinense. A partir de 2000, estruturou-se em equipamentos, materiais e pessoal para a consecução dos objetivos propostos. Atuando nas áreas de formação profissional, promoção social e monitoramento, tem importância singular na difusão da cultura cooperativista. O Sescoop é uma entidade integrante do "Sistema S", mantida com recursos de natureza pública com gestão privada que organiza, administra e executa o ensino de formação profissional e a promoção social dos dirigentes, do quadro funcional e dos cooperados.

As metas do Sescoop estão focadas na busca incessante da profissionalização da gestão das cooperativas para atendimento das exigências do mercado, além de contribuir para o aprimoramento do processo de planejamento estratégico e participativo nas cooperativas.

Nos mercados onde atuam, as cooperativas precisam ser eficientes e competitivas como as empresas mercantis porque a beleza e a importância social de sua doutrina não as protegem dos rigores e da hostilidade própria do universo econômico.

Em 2018, mais de 37 milhões de reais serão investidos pelo Sescoop, tendo seus principais programas situados nas linhas de formação e capacitação profissional, promoção social, monitoramento e desenvolvimento de cooperativas, ações centralizadas, ações delegadas, auxílio educação, programa Cooperjovem, programa jovens lideranças cooperativistas (JovemCoop), mulheres cooperativistas, jovem aprendiz, programa de desenvolvimento da gestão de cooperativas (PDGC), formação para conselheiros administrativos e fiscais para cooperativas de crédito (FORMACRED), monitoramento e auditoria em pequenas cooperativas etc.

A evolução com sustentabilidade das cooperativas deve-se muito à atuação do Sescoop, que prioriza o quinto princípio do cooperativismo mundial - educação, a formação e a informação. Educação e cooperativismo formam um binômio inseparável especialmente porque se adota o conceito pleno da educação continuada.

Dirigentes, conselheiros, associados e suas famílias são o público-alvo da educação cooperativista que tem como matéria-prima do conhecimento todos os temas da atualidade, desde a doutrina, a legislação, o mercado, a economia nacional, até os desafios da transnacionalização da economia e da competição global, passando pela inovação e atualização tecnológica, aperfeiçoamento profissional dos cooperados etc.

A ação do Sescoop é essencial para manter Santa Catarina - com seus mais de 2 milhões de cidadãos cooperados - na vanguarda do cooperativismo brasileiro.

Luiz Vicente Suzin, presidente da Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (Ocesc) e do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo (Ssscoop/SC)

logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 901 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br