ARTIGOS

Artigo

Ações do agronegócio e do cooperativismo em SC, por Ivan Ramos

Na semana que passou, tivemos algumas ações importantes para o agronegócio e para o cooperativismo em SC. Como nossa missão é opinar sobre os fatos e dar conhecimento ao nosso público para que avalie o assunto e tirem suas conclusões, vamos reportar três assuntos.

Podem parecer ações inexpressivas nesse momento, mas elas se completam e enobrece um movimento associativo que avança a cada ano em todos os setores. A decisão da Câmara de Vereadores de Florianópolis, por proposição do vereador e engenheiro agrônomo Domingos Zancanaro, de criar a Frente Parlamentar Cooperativista de Florianópolis, não deixa de ser um fato marcante para a difusão e valorização do cooperativismo, haja vista que a nossa capital é a propagadora das ações políticas pelo estado afora, e a existência de 26 cooperativas de diversos ramos, além de sediar organizações estaduais do sistema, pode contribuir politicamente para que mais pessoas participem do sistema e dos seus resultados econômicos e sociais na distribuição de renda ou prestação de serviços a que se propõe.

Agora caberá a Ocesc como órgão institucional de defesa do cooperativismo dar o suporte para sua implementação e marcar a data do lançamento da Frente e também mobilizar o setor para que prestigie e encaminhe demandas em nível municipal que pode ser o embrião para outras Frentes em outros municípios catarinenses.

O segundo fato relevante foi novamente às entidades do setor agropecuário, leia-se Faesc-Fetaesc, Ocesc e Fecoagro, terem se reunido com deputados que acompanham o processo de tributação dos defensivos agrícolas para montar uma estratégia de enfrentar essa possibilidade de onerar os insumos e por consequência os custos da produção agropecuária, atribuindo ICMS em nível nacional através do Confaz.

As entidades continuam defendendo que isso é inviável para o setor, e que pretendem adotar todas as medidas cabíveis para evitar que essa tributação aconteça.

Estão sendo organizadas mobilizações de agricultores para participarem da audiência pública que acontecerá na Assembleia Legislativa no próximo dia 11, para protestar essa intenção do governo.

Por último cabe destacar o encontro organizado pelo Sicoob SC/RS com a mídia de Florianópolis para mostrar a cara do cooperativismo de credito, especialmente do Sicoob, aos formadores de opinião para que saibam e propaguem o quão importantes são as cooperativas de crédito no contexto socioeconômico estadual e nacional.

O Sicoob mostrou os números do sistema, as vantagens e a diferença em relação aos bancos convencionais e comemorou o número de um milhão de associados atingido no final do ano ampliando o atendimento a muito mais pessoas, demonstrando que com confiança e credibilidade nós avançamos em SC e RS a passos largos.

As cooperativas de credito vêm conquistando cada vez mais adeptos por serem eficientes e rentáveis. Todos os temas da semana foram marcantes e merecem o reconhecimento dos cooperativistas e do publico catarinense de modo geral. Pense nisso.


Por Ivan Ramos, Diretor executivo da Federação das Cooperativas Ágropecuárias de Santa Catarina (Fecoagro)


logo_rodape.png

Rua Adolfo Melo, 38 - Sala 902 - Centro | Florianópolis-SC | CEP: 88015-090 |
(48) 3298-7979 | jornalismo@adjorisc.com.br